Principais práticas que barram a transformação digital nas empresas

Npo Sistemas
TI Profissional

O mundo vive a transformação digital e as empresas e gestores precisam estar alinhados com ela para conduzir os negócios de forma competitiva e produtiva.

O fato é que a tecnologia transformou muitos processos, mas, diferente do que muitos pensam, essa transformação vai muito além da digitalização das informações.A digitalização, de fato, contribui para a eficiência. No entanto, essa transição, do analógico para o online, deve ir muito além: desde a maneira de se relacionar com os clientes, até a integração completa de todos os setores de uma empresa.

Por isso, é preciso trocar métodos tradicionais por experiências digitais e evoluir constantemente conforme a tecnologia permite e as soluções possibilitam. Apesar de todas as vantagens dessa disrupção, ainda existem práticas que barram a transformação digital nas empresas e aqui nesse post você vai conhecer as principais delas!

O que é transformação digital?

Transformação digital não é apenas uma atualização tecnológica. Ela é um processo de modernização e mudanças culturais na empresa, apoiada pela tecnologia. Assim, essas mudanças têm por objetivo melhorar o desempenho, aumentar o alcance e garantir melhores resultados. Para isso, é preciso ter uma real transformação estrutural e cultural na instituição, o que nem sempre é compreendido pelos gestores e colaboradores.

Uma das palavras que mais tem elo com esse conceito é: dados. Isso porque, com essa mudança, todas as decisões passam a ser pautadas neles e, consequentemente, os resultados passam a ser mais visíveis e os caminhos mais fáceis de serem mudados, se necessário.

Por fim, ainda é comum muitas instituições apresentarem grandes dificuldades e alguma resistência para mudar processos tradicionais, onde a tecnologia é vista apenas como uma ferramenta de apoio para organizar controles.

Quais são as principais práticas que barram a transformação digital?

Uma pesquisa realizada pela McKinsey mostra dados preocupante em relação à transformação digital. Segundo o estudo, 70% das mudanças organizacionais falham de maneira recorrente. Dentre os principais desafios e barreiras a superar estão:

1 – Medo de não estar atualizado

Muitos gestores e CIOs não avançam para a transformação digital da empresa porque não se sentem seguros em relação ao uso das novas tecnologias. Alguns chegam a temer o manuseio delas e a nova rotina. Esse pensamento se constitui em uma das principais práticas que impedem qualquer empresa a alçar vôos nesse sentido.

2 – Falta de orçamento

Ainda existe a ideia de que trocar equipamentos é o suficiente para aliar a empresa com as mudanças do mercado.  É comum ver empresas investirem na aquisição de hardwares sem preverem também investimentos em soluções eficientes para o seu negócio, treinamentos e consultorias. A transformação digital tem o propósito de ajudar a empresa a melhorar o seu desempenho de uma forma geral e não apenas no uso de máquinas.

Muitas vezes, a falta de orçamento para ações complementares impede os primeiros passos. Segundo uma pesquisa realizada pela OTRS, no mínimo 10% das empresas que investem em transformação não têm seus esforços compensados e não alcançam o êxito desejado.Isso ocorre porque não possuem planejamento estratégico e, geralmente, falta dinheiro para novos investimentos que se fazem necessários.

3 – Cultura corporativa

Boa parte das empresas constituídas antes do surgimento da Era Digital enfrenta desafios enormes para se adaptarem ao novo conceito de empresa do século XXI. Muitas regras e processos, por vezes burocráticos, norteavam uma organização. Uma das grandes dificuldades para a transformação nessas empresas ainda é a falta de mudança na cultura corporativa de seus gestores. Para mudar esse ponto, é preciso compreender os benefícios que a tecnologia promove e os riscos de não se adaptar a ela para enfrentar o mercado competitivo.

4 – Falta de conhecimento e habilidade

Outro motivo que impede a transformação digital nas empresas é a falta de conhecimento e de habilidade para sua implantação. Isso cria uma barreira complexa que é difícil de ser vencida. O projeto digital precisa de recursos humanos que conheçam a respeito do assunto e que possam orientar os passos, decisões e caminhos a serem seguidos para uma completa remodelação da empresa.

Um plano de capacitação e treinamento, além de estratégias assertivas e flexíveis, precisa ser desenvolvido, apontando metas, objetivos, cronogramas e acompanhamento para que a empresa possa avançar no assunto. Todas as áreas precisam ser avaliadas e todos os processos podem sofrer transformações. Uma alternativa é contar com o apoio de consultorias especializadas nesse sentido.

5 – Falta de comunicação

Voltando à pesquisa realizada pela McKinsey, foi questionado, aos líderes que passaram pelos processos de transformação digital, se eles tivessem que recomeçar o que fariam diferente. Assim, a resposta mais comum foi que dedicariam mais tempo para a comunicação interna.

As mudanças, de forma geral, são difíceis e apresentam resistências, dentro de uma empresa não é diferente. A falta de comunicação para explicar, de fato, o objetivo de todas as mudanças é uma das principais práticas que barram esse objetivo nas empresas. Para que essa mudança aconteça de forma efetiva e tranquila, sem causar pânico nos colaboradores, é preciso dedicar tempo à comunicação com todos os envolvidos.

Inicia-se eliminando o medo por parte do time de perder o emprego e também de não conseguir se adaptar à tecnologia. É preciso fazê-los compreender os benefícios e encorajá-los para a transformação.

6 – Falta de sintonia

A falta de sintonia entre gestores e colaboradores é outro ponto que dificulta a transformação digital. Os líderes e equipe precisam estar em sintonia, unindo esforços em um mesmo objetivo. Um estudo realizado pela consultoria Capgemini revela que nem sempre essa situação existe. Segundo a pesquisa, em média 40% dos gestores acreditam que suas empresas tenham uma cultura digital, mas somente 27% dos colaboradores pensam da mesma forma.

7 – Falta de engajamento por parte das lideranças

O último ponto que listamos é igualmente importante e é uma prática que rotineiramente acontece dentro das empresas: a falta de engajamento por parte das lideranças. Por isso, vamos repetir e reforçar, a comunicação é importante.

É preciso de um real engajamento por parte de todos os líderes para influenciar os demais colaboradores com relação às novas ferramentas que serão usadas e processos que serão modificados. Sem isso, fica quase impossível a troca de competências entre as equipes dos variados setores.

Vencidas as barreiras, a transformação vai muito além das melhorias internas da operação, ela é a base para as novas formas e modelos de negócios com o mercado. Está presente no chão de fábrica, no relacionamento com fornecedores, equipe e clientes, e possibilita a qualquer empresa se apresentar para o mundo.

Muito mais do que captar dados e oferecer informações de qualidade, a área da Tecnologia da Informação passa a ser decisiva e fundamental nos projetos que envolvam a transformação digital. Afinal, tudo o que pode ser medido e gerenciado, pode igualmente ser melhorado.

Se você gostou desse artigo, convidamos à leitura do nosso post que mostra os 6 benefícios da consultoria de TI para sua empresa.

Deixe seu comentário

Nosso Blog

  • Inovação

    Principais práticas que barram a transformação digital nas empresas

    O mundo vive a transformação digital e as empresas e gestores precisam estar alinhados com ela para conduzir os negócios de forma competitiva e produtiva. O fato é que a tecnologia transformou muitos processos, mas, diferente do que muitos pensam, essa transformação vai muito além da digitalização das informações.A digitalização, de fato, contribui para a […]

  • Inovação

    Modernizar a infraestrutura é fundamental para a redução de custos nas empresas

    30 de setembro de 2019

    A modernização da infraestrutura permite desempenho otimizado, maior disponibilidade, otimização dos processos, mais segurança, menores gastos com manutenção, dentre outros benefícios. Assim, segundo um estudo recente da IDC Brasil, grande parte das empresas brasileiras não estão com a infraestrutura de TI preparada para a transformação digital. Além disso, em uma escala de 0 a 100, foi […]